Partilhar

Como alimentar um cão idoso

Por Redação umCOMO. Atualizado: 1 fevereiro 2018
Como alimentar um cão idoso

Uma das preocupações maiores para os donos de cães é a alimentação. Quando um cão fica mais velho não pode ser alimentado da mesma forma, a sua ingestão de comida deve ser adequada à sua etapa vital. Muitas pessoas não introduzem as mudanças necessárias na dieta de seus amigos peludos a partir dos 7 anos, e isso é um verdadeiro erro que pode trazer consequências para a sua saúde. Em umComo.com.br contamos como alimentar um cão idoso, continue lendo e descubra os segredos para que seu cão fique saudável e feliz.

Também lhe pode interessar: Como alimentar um cão desnutrido
Passos a seguir:
1

À medida que um cão envelhece as suas necessidades alimentares mudam, mas há muitas pessoas que não tomam nenhuma medida para adaptar os seus hábitos a essa etapa vital do seu animal. É preciso introduzir mudanças na comida de seu cão quando ele chega aos sete anos, que é a terceira idade canina.

Um cão não tem as mesmas necessidades nutricionais e calóricas que um filhote que está em pleno crescimento ou que um cão adulto. A dieta de seu animal, como ocorre com os seres humanos, deve mudar e evoluir à medida que ele atravessa as etapas vitais.

Como alimentar um cão idoso - Passo 1
2

Uma das dicas para alimentar um cão idoso é reduzir as gorduras em sua dieta. Quando um cão se encontra nesta etapa da sua vida precisa dos mesmos nutrientes básicos que um cachorro em plena juventude; estes ingredientes são as gorduras, os hidratos de carbono, as proteínas, os minerais e as vitaminas. Os hidratos são uma fonte de energia muito importante para um cão idoso.

Seu cachorro também precisará de minerais e vitaminas para fabricar todos os nutrientes necessários para ficar forte e saudável. Se você está se perguntando como deve ser a sua alimentação, o que deve fazer é variar a quantidade destes componentes. Seu cão, ainda que seja idoso, precisará de gorduras para manter a sua temperatura corporal estável e se proteger das baixas temperaturas. Além disso, elas ajudarão a manter a sua pele e seu pelo em perfeito estado. A única coisa que você deverá fazer é dar uma proporção menor de gorduras em sua dieta diária.

Como alimentar um cão idoso - Passo 2
3

Uma animal na velhice fará uma quantidade menor de atividade física, isto quer dizer que começará a diminuir o ritmo de queima de calorias. Um cão idoso terá mais probabilidade de sofrer de sobrepeso ao diminuir o seu consumo energético, por isso é fundamental que seu cachorro, neste momento, ingira alimentos com menor concentração de gorduras, já que não as queimará com tanta facilidade.

É preciso controlar a dieta do seu animal porque o sobrepeso aumentará o risco de seu cão sofrer diabetes ou, inclusive, piorar de doenças como a artrite. O conselho é reduzir as calorias em 20%, e existem rações pensadas especialmente para cães idosos que cumprem com estas recomendações dietéticas. A alimentação para cães idosos tende a ser baixa em calorias e com alta porcentagem de fibra para dar saciedade.

Como alimentar um cão idoso - Passo 3
4

A dieta de um cão idoso também deve ter uma importante quantidade de proteínas. A velhice se evidência em diversos sinais como pelo branco ao redor da boca e dos olhos, problemas para realizar esforço físico e dificuldade para ver ou escutar com nitidez. A importância das proteínas é crucial, porque ajudam a compensar a deterioração muscular de um cão idoso, além disso, também ajudam o cão a repor a perda de massa muscular. Como os cães jovens, os idosos precisam destes nutrientes para transformar os alimentos em substâncias pequenas que o organismo aproveita para o seu perfeito funcionamento.

5

Outra das recomendações importantes para seu cão é tomar vitaminas. Com o passar do tempo, um cachorro em plena velhice pode chegar a sofrer perda de memória, de modo que pode dar uma maior quantidade de vitamina C que retardará o desgaste do cérebro, porque é um potente antioxidante. O mais recomendável é aumentar a quantidade de vitamina C.

Por exemplo, existem lipídios chamados fosfatidilserina que manterão ativos os neurônios caninos. Outra mudança que seu cachorro idoso enfrenta são as frequentes mudanças no estado de ânimo. O seu cão pode se mostrar um pouco mais mal-humorado do que o habitual e existem alguns ingredientes como o triptofano que ajudam a controlar o ânimo do seu animal de estimação. Isto o ajudará a se sentir mais à vontade, tranquilo e facilitará o sono.

Como alimentar um cão idoso - Passo 5
6

Por último e não menos importante, leve-o ao seu veterinário para que avalie a mudança de alimentação. Não tome esta decisão por conta própria, nem compre a primeira ração que encontrar. Leve o seu cão para uma revisão de saúde e em função do seu estado, idade, raça e volume de atividade física, o profissional proporcionará a ajuda necessária para fazer a mudança em sua dieta de forma progressiva.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como alimentar um cão idoso, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como alimentar um cão idoso
1 de 5
Como alimentar um cão idoso

Voltar ao topo da página