menu
Partilhar

Como cuidar de um cachorro com displasia de quadril

Como cuidar de um cachorro com displasia de quadril
Imagem: petmag.com.br

A displasia de quadril é uma doença causada por um defeito na articulação do quadril com o fêmur. É uma condição típica de raças grandes, como por exemplo o Pastor Alemão, mas também pode aparecer em raças pequenas.

Se não for feito um tratamento adequado, o cachorro pode sofrer de dor e manqueira crônicas. Se quer saber como cuidar de um cachorro com displasia de quadril, em umComo.com.br explicamos-lhe os pontos mais importantes.

A alimentação

Uma alimentação de qualidade é muito importante nos cachorros com doenças nas articulações.

Aconselha-se dar uma ração específica para animais com problemas articulares, com os nutrientes necessários (vitaminas e antioxidantes) para fortalecer as articulações e evitar sua deterioração.

Encontrará rações deste tipo em centros veterinários e lojas especializadas em animais de estimação.

Outro ponto básico em cachorros com displasia de quadril é mantê-los dentro do seu peso ideal, pois o excesso de peso faz com que as articulações sofram mais.

Isto pode ser conseguido medindo a quantidade de comida que você dá ao cachorro e dando só a quantidade recomendada pelo fabricante. Na parte traseira ou lateral dos sacos de ração costumam vir instruções quanto às quantidades recomendáveis.

O tratamento médico

Independentemente do grau de displasia, é fundamental prevenir as lesões que a má articulação do quadril com o fêmur provoca na cartilagem e no osso. Isto se faz com alguns produtos chamados condroprotetores, que são capazes de nutrir e fortalecer a cartilagem.

Além de proteger a cartilagem, também se deve evitar a inflamação e a dor associados à doença através do uso de anti-inflamatórios não esteroides (AINES), que seu veterinário lhe pode receitar.

Atualmente, existe um medicamento que contém um tipo de AINE chamado mavacoxib, que com a administração de apenas um comprimido por mês consegue melhorar visivelmente os sintomas da doença.

A cirurgia

Só a cirurgia é capaz de corrigir o problema e evitar que piore. Segundo o grau de displasia que seu animal apresente e segundo seu peso, poderá escolher entre uma operação ou outra.

Em cachorros pequenos, de menos de 20 quilos, independentemente do grau da doença, costuma-se preferir a exérese (amputação) da cabeça do fêmur, desaparecendo com o problema quase completamente. No lugar onde estava a articulação defeituosa, que foi extirpada, o organismo do cachorro cria uma "pseudo articulação" com tecido fibroso capaz de suportar o peso do animal e permitir que leve uma vida praticamente normal.

Em cachorros mais pesados são necessárias técnicas mais complicadas como as próteses de quadril, e nos casos mais leves pode-se optar pelo tratamento médico descrito.

Em qualquer caso, é o veterinário quem deve escolher um tratamento ou outro; portanto, se seu cachorro tiver displasia de quadril recomendamos visitar um veterinário, se possível, um especialista em traumatologia.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um cachorro com displasia de quadril, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
6 comentários
irene Rodrigues.
Boa noite meus cachorros tiveram sinomose como evitar que os outros se contamine? Morream vários pois tenho vários. E cada um com sintomas diferentes . Uns com crises e gritos outros ficam sem andar com as pernas trazeiras cansaço e late muito não tenho condições de pagar tratamentos.
Nídia Figueira (Editor/a de umCOMO)
Oi Irene! Apenas um veterinário pode ajudar no seu caso. Busque ONG's na sua zona para que eles possam ajudar com os custos do tratamento e prevenir a morte dos animais. Rápidas melhoras!
Alaide de Aguiar Moraes
Tenho uma labrador de 10 anos que apresentou a displasia, já tomou a 4 dose da medicação (Biodex), mas está muito debilitada e não consegue nem se levantar. o veterinário pediu que aguardasse mais um dia para que o remédio surtisse efeito, mas estou muito preocupada, pois amo muito a minha Safira. Gostaria de saber se demora muito o efeito do remédio. Grata desde já.
Dalila Gomes
Eu gostaria de saber se a cirurgia é cara, qual o preço médio de uma cirurgia dessas?
Celia
ola, boa tarde! aqui na rua tem um cao vira lata (não sei a mistura da raça), bastante dócil, amigo feliz companheiro carinhoso...um vizinho adotou tem +ou- uns dois anos...a vizinhança agrada-o bastante dando comida, água sempre que ele aparece...hj quando o atual dono soltou, ele (como sempre faz) veio aqui atrás de comida e água...mas sentir algo diferente no quaudril dele e meio triste. Comeu, tomou água e deitou ficou bastante tempo deitado... quando levantou sentiu dificuldade em descer o batente e foi meio que se arrastando ate o portão da casa dele. depois de algumas horas, fui vê-lo e ele não conseguiu sair do lugar. soh levantou as patas dianteira. o que pode ser?
Adriana Rose
Oi,boa noite! Meu cachorro tem displasia no femo agora já não consegue lentar so ele e um pastor americano,mas acho que já não da para fazer uma cirurgia pois ele esta com 12 anos. E come a ração certa e dou com pó com cartilagem e anda quando levanto ele. O que devo fazer fazer agora? Obrigado Adriana Rose
Deus é fiel
Então como a displasia é comum em cães de grande porte é melhor q no seu 3 mês de vida eu leve num bom veterinário para saber se tem e como tratar corretamente??

Como cuidar de um cachorro com displasia de quadril
Imagem: petmag.com.br
Como cuidar de um cachorro com displasia de quadril

Voltar ao topo da página