Partilhar

Como cuidar de um cachorro de rua

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como cuidar de um cachorro de rua

Está pensando em adotar um cachorro de rua? Se esta for a sua situação, lembre-se que, devido às condições nas quais o animal cresceu e viveu, os cuidados que precisa e a forma de se relacionar com você serão diferentes às de um cachorro criado em um meio controlado. Neste artigo de umComo vamos contar como cuidar de um cachorro de rua dando a você uma série de conselhos que ajudarão a que a integração do animal em sua vida seja a mais simples possível.

Também lhe pode interessar: Como cuidar de um cachorro abandonado
Passos a seguir:
1

Antes de decidir adotar um cachorro de rua é importante que saiba que a sua procedência pode vir de diferentes tipos, pois não é o mesmo lidar com um cão abandonado que com um que sempre morou na rua, por exemplo. A seguir contamos as situações nas quais pode se encontrar o animal que vive na rua:

  • Cão perdido: notará que um cão se perdeu porque estará nervoso, dando voltas sem saber muito bem para onde ir. Não costumam cheirar os lugares por onde caminham e parecerão ansiosos.
  • Cão abandonado: em sua atitude também perceberá uma tendência nervosa e um pouco assustadiça. O animal tentará voltar para casa mesmo que não encontre o caminho. Se o abandono tiver sido há pouco tempo, a sua forma de se relacionar será muito parecida à de um cão perdido, mas se estiver mais tempo na rua notará como a sua atitude para com as pessoas é muito carinhosa (a não ser que tenha recebido algum maltrato).
  • Cão de rua: os animais que sempre moraram na rua, na maioria dos casos, costumam ser uma mistura de diferentes raças. É muito difícil (quase impossível) encontrar um cão de raça pura que more na rua, se estiver na rua o mais provável é que seja por duas das opções descritas acima. A atitude destes cães é mais desconfiada em relação aos humanos e estará, na maior parte do tempo, cheirando para procurar alimento.
Como cuidar de um cachorro de rua - Passo 1
2

No momento em que encontrar um cachorro de rua terá que se aproximar dele lentamente e com muito cuidado para que o animal não saia correndo ou, pior, acabe tendo uma atitude agressiva com você. Capturar este tipo de animais para levá-los para casa ou ao veterinário não é tarefa fácil, por isso, oferecemos uma série de conselhos para conseguir que a aproximação seja fácil:

  • Aproxime-se dele devagar, observando cada movimento de resposta. O mais habitual é que comece a tremer, a rosnar ou coloque o rabo entre as pernas. Estes sinais são normais já que o animal não conhece você de lado nenhum e não sabe as suas intenções. Portanto vá devagar, deixe que cheire você e respeite o seu espaço.
  • Para capturar um cachorro de rua pode seguir a técnica da coberta. Lembre-se que estes animais não estão habituados ao contato humano e a reação pode ser agressiva, por isso muito cuidado. O método consiste em jogar uma coberta sobre o cão para cobrir os seus olhos; desta forma, não se sentirá ameaçado e ficará mais sossegado. Também pode tentar se aproximar dele com comida para que saiba que é um amigo.
  • Quando estiver se aproximando dele, é fundamental que não olhe diretamente nos seus olhos porque, para os animais, este olhar é de desafio e de autoridade. Se puder, dê algo de beber e/ou comer para ganhar a sua confiança.
Como cuidar de um cachorro de rua - Passo 2
3

Quando já tiver conseguido capturar o cão leve-o de imediato a um veterinário, porque os animais de rua estão expostos a doenças e péssimas condições de higiene que colocam em risco a saúde do animal e a sua também. As doenças mais comuns dos cães que vivem na rua são as seguintes:

  • Sarna: é uma doença dermatológica que se propaga pelo ácaro da sarna e que pode passar facilmente para os humanos. Notará que o animal tem esta doença porque verá crostas e feridas em sua pele, que coçará continuamente.
  • Cinomose: não é uma doença contagiosa para as pessoas mas é muito perigosa para os animais já que, depois de contagiado, não há cura. O modo de contágio é entre cães e alguns dos efeitos que provoca é o aparecimento de febre, problemas respiratórios, erupções na pele, etc. Neste artigo de umComo contamos a você como saber se seu cão está com cinomose.
  • Carrapatos e pulgas: são parasitas habituais que vivem entre o pelo dos animais e que, ao não estarem prevenidos contra eles, é muito provável que os tenham. Por este motivo (e para evitar uma praga de pulgas em sua casa) é essencial que o leve a um veterinário para desparasitar e protegê-lo deles no futuro.
Como cuidar de um cachorro de rua - Passo 3
4

Além de fazer um exame completo de saúde, também devemos levar o animal ao veterinário para que revise se possui algum chip em seu interior, visto que se for um animal perdido, o que temos que fazer é ter a certeza de quem é seu dono e devolvê-lo à família. Se não tiver nenhum chip nem placa de identificação, então poderá levá-lo para casa mas seguindo, também, alguns parâmetros concretos para que a convivência seja a melhor possível.

5

Para cuidar de um cachorro de rua terá que considerar, primeiro de tudo, que ele não está habituado a viver em locais fechados nem a seguir regras de comportamento; além disso, também não costumava entrar em contato com pessoas e menos ainda compartilhar seu território.

Portanto, a primeira coisa que tem que fazer assim que este tipo de animal entrar em sua casa é estabelecer uma zona da casa para que esteja tranquilo, sozinho e se adapte ao seu novo meio. Equipe este espaço com tudo o que for necessário para que o cachorro esteja confortável: água, comida, uma cama ou cobertor, etc. Não o tranque lá dentro porque poderia se estressar e se sentir inseguro, deixe-o simplesmente ali para que esteja tranquilo por um tempo.

Notará que, nos primeiros dias, o cão mal sairá de seu território e também não deve invadir seu espaço constantemente porque tem que se adaptar. Não deve forçar a relação entre vocês porque pouco a pouco irá acontecendo e o animal começará a demonstrar carinho.

Como cuidar de um cachorro de rua - Passo 5
6

Quando o levar para passear, tente ir a lugares sem muitos animais para que não se altere nem fique nervoso; lembre-se que, regra geral, os cachorros de rua costumam ser um pouco mais agressivos com os animais porque tiveram que disputar a comida entre si. Portanto, durante este período de adaptação, o mais adequado é que o passeie por zonas tranquilas e brinque com ele, assim começará a estabelecer os laços de união e, pouco a pouco, o cão começará a ver você como sua família.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um cachorro de rua, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Como cuidar de um cachorro de rua

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Daniela
Parabéns pelo artigo!
Sara Viega (Editor/a de umCOMO)
Oi Daniela! Muito obrigada valeu :) Continue acompanhando a nossa página ;)

Como cuidar de um cachorro de rua
1 de 5
Como cuidar de um cachorro de rua

Voltar ao topo da página