Partilhar

Como cuidar de um gato velho

Por Vanessa Lopes. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como cuidar de um gato velho

O seu gato tornou-se num dos seus mais fiéis companheiros, dando-lhe todo o seu carinho todos os dias. Mas com o passar dos anos, este animal de estimação requer cuidados especiais para melhorar a sua qualidade de vida e ajudá-lo a enfrentar a velhice de uma forma melhor. Se se pergunta como cuidar do seu gato velho, em umComo.com.br damos-lhe todas as recomendações que necessita de saber.

Passos a seguir:
1

Considera-se que um gato começa a enfrentar a maturidade a partir dos 8 anos de idade, embora aqueles gatos que terão recebido excelentes cuidados durante toda a sua vida, sem sofrer de nenhuma doença ou problema particular, poderão inclusive fazê-lo desde os 10 anos. A partir dos 12 anos pode-se dizer que o gato entrou na velhice.

Em qualquer caso, é importante que uma vez que à medida que o nosso gato fica maior lhe demos todos os cuidados que necessita.

2

Assim como acontece nos humanos, o passar dos anos faz com que o nosso gato fique propenso a sofrer de determinadas doenças, como obesidade, diabetes, problemas cardíacos ou renais, cancro, entre outras condições. Por isso, um dos cuidados mais importantes para gatos velhos são as visitas anuais ao veterinário para um check-up completo.

A revisão não deve ser apenas externa, mas também deve incluir análises de urina, de sangue, verificação de peso e revisão física exaustiva para descartar qualquer possível problema de saúde. No caso do especialista considerar necessário, pode realizar-se também radiografias e um electrocardiograma.

3

A alimentação no caso dos gatos velhos é um aspecto fundamental, pois se o gato foi esterilizado tem a tendência para engordar com o passar dos anos, o que pode levá-lo a sofrer de muitas doenças que podem pôr em risco a sua saúde.

Gira melhor as suas quantidades de comida e em vez de lhe dar uma porção muito grande, dê-lhe menor quantidade ao dia, desta forma ajudará a acelerar o metabolismo do animal. Evite por completo dar-lhe qualquer alimento humano, pois muitos deles são tóxicos para o gato, e podem por em risco a sua vida.

4

Não reduza a quantidade de comida do seu gato, a menos que saiba ou que o veterinário lhe tenha indicado que está obeso, nesses casos é melhor seguir as instruções do médico. Se o seu gato tem alguma condição de saúde especial, peça ao seu veterinário uma dieta personalizada para o seu animal, desta forma garantirá que lhe está a dar o melhor cuidado.

5

No caso do seu gato ter perdido os dentes devido à idade, dê-lhe sempre alimentos macios para facilitar a sua alimentação. Mas se não for o caso, o melhor é continuar a comer ração sólida e seca, pois esta facilita a limpeza dos dentes do gato.

6

Quando o seu animal chega a velho é bom que comece a dar-lhe a sua água preferivelmente fria, pois a idade faz com que a sua temperatura corporal sofra mudanças, desta forma se a água não estiver fresca, o gato pode deixar de a beber, correndo o risco de se desidratar.

7

É muito importante que, uma vez que o nosso gato tenha entrado na velhice, comecemos a observar o seu comportamento com maior detalhe. Ao contrário dos cães, no caso dos gatos pode tornar-se muito mais complexo detectar uma doença, pois não tendem a exteriorizar-se tanto.

Além disso, recomenda-se que no momento de o acariciar ou escovar, apalpe também o seu corpo procurando nódulos ou alterações visíveis, assim estará a contribuir para o processo de revisão periódico da saúde do seu gato.

Se pensa que algo não está bem com o seu gato, leve-o de imediato ao veterinário.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um gato velho, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Como cuidar de um gato velho

O que lhe pareceu o artigo?

Como cuidar de um gato velho
Como cuidar de um gato velho

Voltar ao topo da página