Como fazer um cachorro vomitar

Como fazer um cachorro vomitar

Os cachorros por vezes acabam ingerindo objetos, substâncias ou alimentos pouco aconselháveis e que fazem mal para seus corpos de forma que o vômito pode ser uma boa saída. O vômito é um mecanismo de proteção natural e que ocorre através de reflexos[1] tanto dos cachorro quanto de nós, humanos, mas que nem sempre é ativado de forma natural, sendo necessário que tenhamos que induzi-lo, o que pode acontecer de repente, num momento de pressa, visando não correr o risco de que certas substâncias parem no sistema de nossos cachorros, o que pode ser até salvas seus vidas. Por ser muitas vezes urgente, é necessário que saibamos com precisão o que fazer em situações do tipo para que nossos animais de estimação corram o menor risco possível e possam expelir do corpo o que for necessário, independente do que seja.

Se você quer saber como fazer um cachorro vomitar e não faz ideia do que fazer, leia esse artigo do umCOMO.

Como provocar vômito em cachorro: cuidados iniciais

Antes de tudo, é importante levar em conta que fazer o seu cachorro vomitar em casa é uma prática pouco aconselhável que só deve ser realizada em casos excepcionais. Se você acha que o seu cão ingeriu algum alimento ou objeto que pode lhe fazer mal, o melhor é levá-lo imediatamente ao veterinário.

Se, por algum motivo, você não puder levar o seu cachorro ao veterinário após ter ingerido, por exemplo, um pedaço grande de chocolate, um medicamento, ou algum alimento que contenha cafeína, você pode tentar fazê-lo vomitar para que ele elimine de seu organismo o quanto antes, e depois leva-lo, de imediato, ao veterinário. No consultório, será possível realizar radiografias contrastadas e endoscopia[2], em caso de ingestão de objetos, para poder diagnosticar melhor o cão e, assim, poder encontrar a melhor solução para o problema.

Agora que você já sabe quando recorrer ao vômito, veja abaixo como provocar vômito em cachorro.

Como fazer o cachorro vomitar

Já dissemos que o vômito não é recomendável, mas, se você observou que seu animal de estimação ingeriu algo que poderá entrar na corrente sanguínea por ser tóxico, como veneno ou chocolate, o ideal é fazer com que o vômito ocorra o quanto antes para diminuir as chances do animal ser prejudicado. Então, como fazer o cachorro vomitar o veneno? Como fazer cachorro vomitar chocolate?

Para fazer o cachorro vomitar, siga os passos abaixo:

  1. Dissolva um pouco de sal em água em uma colher pequena;
  2. Com cuidado, abra a boca do cão e introduza a água com sal diretamente em sua garganta;
  3. Não se assuste, é normal se o cão começar a ter arcadas. Se ao fim de cinco minutos o cachorro ainda não tiver vomitado, você pode tentar repetir a operação uma vez mais.

Se você já tentou uma vez mais e o cachorro não vomitou, é melhor levá-lo ao veterinário para que o animal seja examinado. Em outros casos similares ou diante de qualquer dúvida de doença, sempre se recomenda levar o seu animal de estimação a um veterinário quanto antes for possível.

Como saber se meu cachorro precisa vomitar

O vômito induzido é necessário no caso da ingestão de substâncias ou objetos que possam fazer mal para o animal, também sendo necessário prestar atenção em casos nos quais os animais se alimentaram de algo feito para humanos e que pode ser tóxico, como é o caso do chocolate[3]. Apesar dos motivos serem bastante claros, acontece de não sabermos se nossos animais ingeriram algo sem que possamos ver, de forma que devemos nos atentar apenas aos sintomas para saber o que se passa, visando cuidá-los da melhor forma possível. Veja abaixo sinais que podem indicar que seu cachorro está com algo errado no estômago e que precisa colocar para fora:

  • Vômitos;
  • Engasgos;
  • Cansaço;
  • Anorexia
  • Excesso de saliva.[2]

Se você está passando por uma situação do tipo "meu cachorro tenta vomitar mas não consegue" é provavelmente sinal de que algo foi ingerido e de que o vômito terá que ser induzido. Outro sintoma bastante comum da ingestão de produtos indevidos é a diarreia, que costuma vir um tempo depois em razão dos problemas ocorridos durante a digestão. Para saber se esse é o seu caso, veja porque meu cachorro está com diarreia.

Como prevenir precisar fazer o cachorro vomitar

Os animais são quase como membros de nossas famílias de forma que ficamos com pena de negar alimentos quando nos pedem. Entretanto, devemos ter sempre em mente que alguns dos alimentos que nós, humanos, podemos comer, na verdade são proibidos para cachorros, gatos, etc.

Para se certificar de que apenas dará ao seu bicho de estimação alimentos próprios, sempre pesquise antes de alimentá-los com algo novo, evitando assim acidentes. Além disso, deixe alimentos proibidos longe de forma que não sejam capazes de alcançar.

Além de manter alimentos tóxicos distantes, também é bastante válido evitar que objetos pequenos fiquem à disposição de seus animais, principalmente se se trata de um animal bastante curioso e que costuma ingerir objetos que não deve. Os cuidados são pequenos, mas podem fazer toda a diferenças e evitar uma ida repentina ao veterinário.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como fazer um cachorro vomitar, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Conselhos
  • Leve seu cão ao veterinário se achar que pode ter ingerido algum alimento nocivo para seu organismo.
  • Nunca tente fazer o cão vomitar se achar que ingeriu um objeto pungente, por exemplo, um prego.
Referências
  1. CARVALHO, W. A.; VIANNA, P. T. G.; BRAZ, J. R. C. Náuseas e Vômitos em Anestesia: Fisiopatologia e Tratamento. Revista Brasileira de Anestesiologia, v. 49, n. 1, p. 65-79, Rio de Janeiro, 1999. Disponível em: https://bjan-sba.org/article/5e498c180aec5119028b493e/pdf/rba-49-1-65.pdf. Acesso em: 26 de dezembro de 2020.
  2. PARRA, T. C.; BERNO, M. D. B.; GUIMARÃES, A. C. M.; MOSQUINI, A. F.; MONTANHA, F. P. Ingestão de corpo estranho em cães - relato de caso. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, v. 9, n. 18, Garça, 2012. Disponível em: http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/u5NbJvyaISDbEsX_2013-6-25-17-15-22.pdf. Acesso em: 26 de dezembro de 2020.
  3. MARASCHIN D. K. Intoxicações em cães. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Faculdade de Veterinária, Universidade do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, p. 28, 2015. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/127062/000973250.pdf?sequence=1. Acesso em: 26 de dezembro de 2020.