Como saber se meu cachorro tem asma

Como saber se meu cachorro tem asma
Imagem: minifauna.com

Um cachorro que sofre de asma deve ser tratado para que, na medida do possível, possa desenvolver sua vida nas melhores condições. Em um ambiente urbano, como acontece com as pessoas, nosso animal de estimação pode desenvolver alergias respiratórias que, se não forem tratadas de forma adequada desde o primeiro momento, podem acabar em asma. Esta é uma condição que, por outra parte, também tem uma parte de componente genético. Em umComo.com.br damos resposta à pergunta como saber se meu cachorro tem asma.

Passos a seguir:
1

Um cachorro que tem asma respira principalmente pela boca, algo que faz de forma instintiva a fim de inspirar mais ar. De modo que, se observarmos que nosso animal de estimação anda continuamente com a boca aberta, sem que tenha feito um esforço previamente, estamos perante de um dos sinais de alerta de que possa sofrer desta doença respiratória.

2

As mucosidades na asma não são muito abundantes mas têm tendência a aparecer de noite. Se seu cachorro sofre de asma, acordará todas as manhãs muito congestionado pelas mucosidades, mas estas irão desaparecendo ao longo da manhã. Caso o seu animal de estimação sofra apenas de um mero catarro, os sintomas durarão o dia todo.

3

Um cachorro com asma sente muito cansaço já que não chega oxigênio suficiente para levar uma vida normal. O resultado é que estará muito tempo dormindo e, quando ficar ativo, será com movimentos muito lentos, como se fizesse um grande esforço.

4

Se a asma de seu cachorro está sendo causada por algum alérgeno como o pó ou o pólen, você vai notar que o cachorro tosse frequentemente e de forma brusca.

5

A falta de apetite, como em outras doenças, é outro sintoma da asma, bem como um estado de nervosismo devido ao mal-estar que o cansaço provoca no cachorro.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se meu cachorro tem asma, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Conselhos
  • Uma asma que não esteja controlada pode chegar a ser perigosa para seu animal, de modo que se tiver dúvidas vá ao veterinário.