Partilhar

Como se reproduzem os animais

Como se reproduzem os animais

Uma das características do reino animal é a sua capacidade de reprodução. Como o nascimento, o crescimento e a morte, a reprodução é parte do seu ciclo de vida. Nem todos se reproduzem da mesma forma, de acordo com as suas características e o seu meio envolvente. Por isso neste artigo de umComo explicamos-lhe como se reproduzem os animais explicando os tipos de reproduções e as condições necessárias para que estas ocorram.

Também lhe pode interessar: Como se deslocam os animais
Passos a seguir:
1

Vamos começar por falar nas reproduções sexuais, ou seja, o tipo de reprodução que precisa que uma fêmea seja fecundada pelo espermatozoide do macho para poder ficar grávida. Dentro deste tipo de reprodução, há animais que praticam a fecundação interna (como por exemplo no caso das pessoas) ou a fecundação externa, aqui explicamos-lhe as diferenças:

  • Fecundação interna: o espermatozoide fecunda o óvulo quando o macho está dentro do corpo da fêmea. Os mamíferos, as aves, os insetos e os répteis são os que levam a cabo este tipo de fecundação, tal como os humanos. O funcionamento deste processo consiste em que o macho coloca os espermatozoides dentro do óvulo para provocar a gestação do embrião.
  • Fecundação externa: isto ocorre quando a entrada do espermatozoide no óvulo tem lugar fora do corpo da fêmea, isto acontece sobretudo nos animais marinhos como os peixes e os anfíbios. Isto acontece porque a fêmea coloca diferentes óvulos na água e é o macho quem espalha o seu esperma sobre eles até conseguir que se fecundem.
Como se reproduzem os animais - Passo 1
2

Os animais que praticam a reprodução sexual podem ser diferenciados segundo sejam animais vivíparos ou animais ovíparos, isto do modo como têm que gestar o embrião visto que há alguns que o fazem de uma forma interna, ou seja, desenvolve-se o feto dentro da barriga da mão (como no caso das pessoas) e outros fazem-no de uma forma externa, nos ovos.

De seguida, explicamos-lhe as diferenças:

  • Animais vivíparos: os que têm as suas crias são os que se conhecem como vivíparos. São os animais que formam o embrião dentro do corpo da mãe e o feto se alimenta através do cordão umbilical que lhe proporciona o alimento que ingere a mãe. Estes animais são os mamíferos que são os que têm as suas crias com o processo natural do parto e a duração da gravidez assim como o número de crias pode ser completamente variável.
  • Animais ovíparos: à excepção dos mamíferos a maioria dos animais praticam uma gestação externa ao corpo da mãe, a cria se desenvolve dentro de um ovo que contém o embrião e diferentes camadas que protegem a cria. Quando os animais rompem essa casca é quando podemos falar do nascimento destes animais. Quando saem pode acontecer eles serem suficientemente independentes, pelo que conseguem viver sem a ajuda da mãe (como por exemplo no caso dos peixes ou dos répteis) ou, pelo contrário, podem precisar dos cuidados da sua mãe até que sejam um pouco maiores (como é o caso das aves).
Como se reproduzem os animais - Passo 2
3

Dependendo de como saírem as crias dos seus respetivos lugares de fecundação (a barriga da mãe ou os ovos) os animais também se podem dividir em diferentes tipos segundo o seu desenvolvimento seja direto ou indireto. Isto faz simplesmente referência a se os animais se parecem ou não à sua forma adulta, ou seja, se quando nascem parecem os mesmos que as suas mães.

  • Desenvolvimento direto: é quando os recém nascidos se parecem às suas mãos quando nascem, ou seja, nota-se que são o mesmo animal, mas mais pequenos. Este é o caso dos humanos, dos mamíferos e de algumas aves.
  • Desenvolvimento indireto: este ocorre quando a cria que aparece é muito diferente à aparência da sua mãe.
Como se reproduzem os animais - Passo 3
4

A reprodução assexuada é aquela que não precisa de dois membros de uma espécie, pois um animal pode trazer seres vivos ao mundo sem a necessidade de ser fecundado por alguém externo. A caraterística principal deste tipo de reprodução é que não se modifica a genética porque não há dois canais mas sim um. Há vários tipos de reproduções assexuadas:

  • Bipartição: são seres unicelulares que se partem em dois para criar um novo ser vivo.
  • Gemulação: ocorre a formação de uma gema formada por mitoses na superfície externa, que se pode separar e dar origem a um novo ser vivo.
  • Fragmentação: a partir de um fragmento de um ser vivo se cria outro. Por exemplo, o braço de uma estrela do mar pode produzir o aparecimento de uma nova estrela.
Como se reproduzem os animais - Passo 4
5

Dentro da reprodução assexual há dois fenômenos que têm lugar na Terra e que se devem mencionar em um caso aparte porque são modos de reprodução animal diferentes em que não precisam de um segundo membro para poder ter crias:

  • Hermafroditismo: este tipo de animal contém em si mesmo os dois sexos, o feminino e o masculino, pelo que eles sozinhos podem gerar um embrião sem a necessidade de nenhum outro membro. É o caso, por exemplo dos caracóis.
  • Partenogênese: desenvolve-se um embrião a partir de uma parte de corpo sem a necessidade de ser fecundada. Este tipo de reprodução ocorre sobretudo nos artrópodes (formigas, aranhas, etc), embora também tenham lugar em peixes ou répteis. A cria que têm é exatamente igual ao seu componente genético porque não tem a intervenção de nenhum outro organismo.
Como se reproduzem os animais - Passo 5

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como se reproduzem os animais, recomendamos que entre na nossa categoria de O Mundo Animal.

Escrever comentário sobre Como se reproduzem os animais

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Juliana
Como as aranhas se reproduzem?

Como se reproduzem os animais
1 de 6
Como se reproduzem os animais

Voltar ao topo da página