Partilhar

Como tratar a depressão nos cachorros

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como tratar a depressão nos cachorros

Os cachorros dependem em grande parte de nossos cuidados e atenções, por isso quando não lhes proporcionamos um ambiente ideal estes animais podem se tornar propensos à depressão. Os cachorros, assim como nós, também podem sofrer desta condição. Mas existe alguma forma de ajudar o nosso melhor amigo a superá-la? Continue lendo e aprenda: em umComo.com.br explicamos a você como tratar a depressão nos cachorros.

Também lhe pode interessar: Como saber se meu cachorro tem depressão
Passos a seguir:
1

Assim como nós, os cachorros também podem sofrer de condições como o estresse, a ansiedade e a depressão. Aqueles animais que passam por importantes mudanças em sua rotina nos últimos meses, os que passam muito tempo sozinhos e os cachorros que não se exercitam de forma adequada, brincando ao ar livre e tendo um momento do dia para o espairecimento, são mais propensos a sofrer de depressão.

2

Antes de dar por certo que seu cão tem depressão, é importante considerar alguns sinais característicos desta condição. O primeiro passo é se assegurar da existência de certos sintomas e confirmar com seu veterinário que não existe nenhuma doença física que justifique a presença de alguns sinais como a perda de apetite ou a apatia.

3

Para tratar a depressão no cachorro é necessário criar uma mudança na rotina do animal que o ajude a abandonar o estado de apatia e a sentir-se mais animado. Em primeiro lugar, é importante que seu cachorro não se sinta só, que passe tempo de qualidade com ele por dia, brincando, acariciando e fazendo companhia. Isto fará com que seu bichinho de estimação se sinta querido e valorizado por você.

4

Outro aspecto essencial para tratar a depressão no cachorro é iniciar uma rotina de exercício e diversão ao ar livre. Todos os cães precisam de um momento de distração e atividade física diária, especialmente aqueles cães de grande porte. Por isso é fundamental que todos os dias seu cão saia para brincar e correr pelo menos 30 minutos. Leve em conta que um breve passeio para fazer suas necessidades não é tempo de distração de qualidade, e deverá dedicar mais tempo que isso.

5

Tente várias atividades para realizar com seu cachorro. Leve-o a um longo passeio um fim de semana, compartilhe mais tempo a seu lado com carinho e amor, e faça-o sentir-se querido. É muito importante que seu animal sinta que você realmente se importa e que não está sozinho.

6

Você deve saber que a depressão canina, em casos mais agudos, pode ser tratada com medicação. No entanto, isto é algo que um veterinário deverá determinar depois de uma revisão completa, por isso é importante consultar se as medidas que sugerimos anteriormente não funcionam.

7

Leve em conta que um bichinho de estimação requer cuidados e atenções para garantir sua saúde e bem-estar. Se por algum motivo você não pode compartilhar com seu cachorro e lhe dedicar o tempo que precisa, é importante que pense em uma alternativa na qual o animal possa ter uma vida melhor e mais feliz, seja junto de alguém que cuide dele durante o dia ou com outra família que possa lhe dedicar mais atenção.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como tratar a depressão nos cachorros, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Como tratar a depressão nos cachorros

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Raquel Mendes
É possível tratar um animal com depressão sem medicação? Quando os sintomas já são a queda de pelo; falta de vontade em comer, passear, brincar.... Só lhe apetece dormir, e anda sempre com o rabo entre as pernas e cabeça baixa????
Editor umComo.com.br
Oi Raquel! É possível, sim. Comece pelas dicas do artigo e notará melhoras no seu pet.

Como tratar a depressão nos cachorros
Como tratar a depressão nos cachorros

Voltar ao topo da página