Partilhar

Como cuidar de uma andorinha machucada

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como cuidar de uma andorinha machucada

Encontrou uma andorinha ferida na rua e não sabe o que fazer? A andorinha é uma ave silvestre, distingue-se por suas asas pontudas e alongadas, sua cabeça redonda e suas pernas pequenas. O melhor que se pode fazer ao encontrar uma andorinha ferida é levá-la ao veterinário ou ligar para uma associação protetora de animais para que se encarregue dela e possa cuidar e tratar dela. No entanto, se não puder entrar em contato com nenhum especialista ou se quiser fazer os primeiros socorros, você deve seguir algumas indicações para fazer isto corretamente. Em umComo.com.br contamos como cuidar de uma andorinha machucada.

Também lhe pode interessar: Como alimentar uma andorinha bebê
Passos a seguir:
1

Não é raro encontrar aves maltratadas (muitas que não podem voar) nos terraços das nossas casas ou na via pública. Os motivos costumam ser vários: feridas por pedras ou armas de fogo, envenenamento ou golpes contra cabos e/ou janelas. Muitas vezes são filhotes desnutridos e desidratados. Primeiro devemos ser conscientes de que estas aves são silvestres e não serão nossos animais de estimação. Uma vez terminada sua reabilitação, deve-se devolvê-la ao seu habitat junto aos da sua espécie.

Como cuidar de uma andorinha machucada - Passo 1
2

Ao encontrar uma andorinha ferida podem ocorrer duas situações:

  • A andorinha está muito debilitada, não come nem bebe e não se mexe.
  • A andorinha fica parada e, ainda que esteja fragilizada, come sozinha.

Diante da primeira situação, devemos consultar de imediato um veterinário ou a associação protetora. Às vezes, quando não temos os meios suficientes para curar é importante delegar o trabalho a especialistas. No segundo caso, com uma dieta adequada há muitas possibilidades de recuperação.

3

Se sua andorinha estiver frágil, mas comendo, estas indicações ajudarão você a acomodar sua nova hóspede em casa.

  • Coloque-a em uma caixa não maior do que quatro vezes o seu tamanho (e sem tampa).
  • Deixe a caixa em um lugar tranquilo e aquecido, sem sol direto nem ar condicionado ou aquecimento.
  • Cubra a caixa com um pano, assim evitará que fique estressada.
  • Evite tocar na andorinha, assim você pode evitar fraturas involuntárias ou, muito pior, que se for um filhote, ele se apegue a você. Ou seja, que reconheça você como membro da sua espécie e isso dificulte sua integração de novo ao seu ambiente.
  • Não coloque panos dentro da caixa, pois pode fraturar as asas ou as patas.
4

Agora chegou a hora de observá-la:

  • Veja se lhe faltam penas nas asas ou no rabo ou se estão cortadas.
  • Observe se tem contusões ou feridas.
  • Tente que beba água com pequenas doses de glicose -água com glicose ou mel- (com uma seringa). Sobretudo, não coloque a cabeça dela para trás, ela pode se afogar.
  • Toque no seu peito para saber se apresenta desnutrição. Caso apresente, você perceberá seus ossos facilmente.
Como cuidar de uma andorinha machucada - Passo 4
5

Se apresentar feridas ou contusões, fica mais complicado. Uma asa quebrada e mal curada pode fazer com que nossa andorinha não volte a voar. Se tiver feridas superficiais, você pode desinfetá-las com betadine. No entanto, se a ferida for mais grave, é recomendável imobilizar a asa com uma bandagem e levá-la ao veterinário.

6

Para dar comida e avaliar sua evolução, seria recomendável pesar a andorinha. E dar a comida em porções de 10% do seu peso. As refeições dependem da idade da andorinha. Se for um filhote, você deverá alimentá-lo a cada 3-4 horas e, se já for adulta, a cada 6-7 horas é suficiente. No seguinte artigo você pode ver mais detalhes sobre Como alimentar uma andorinha bebê.

Os alimentos ideais para os filhotes são misturas de cereais para bebês, ovo cozido picado, ração para pintos ou pão integral. Podemos cortar os alimentos ou fazer uma papinha com água. Adicionar à dieta um complexo vitamínico (sob prescrição médica) ajudará a andorinha. No caso de uma andorinha adulta, junto à ração para pintos e as vitaminas pode dar insetos.

Como cuidar de uma andorinha machucada - Passo 6
7

Se curar a andorinha, chega a hora da sua liberação. Escolha um lugar que reúna as condições necessárias para sua vida silvestre.

De qualquer forma, acolher um animal ferido em casa sem saber sua procedência pode ter suas consequências, pode trazer doenças infecciosas. Existem doenças chamadas zoonóticas que são as que os animais podem transmitir aos humanos (sobretudo se formos pessoas imunodeprimidas, idosos e crianças).

Em umComo.com.br queremos ser cuidadosos neste aspecto, por isso, encorajamos você a cuidar da andorinha após ter ido ao veterinário e que este tenha dado um diagnóstico e garantido que sua saúde e a do seu meio não correm perigo.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de uma andorinha machucada, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Como cuidar de uma andorinha machucada

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Suellen Diniz
O que eu faço se não a um lugar seguro para libertá-la ou o filhote se apega.

Como cuidar de uma andorinha machucada
1 de 4
Como cuidar de uma andorinha machucada

Voltar ao topo da página