Partilhar

Como salvar um cachorro engasgado

 
Por Paula Cassandra. Atualizado: 26 janeiro 2017
Como salvar um cachorro engasgado

Embora não seja muito comum, os cães podem se asfixiar, ou seja, ficarem sem ar devido a alguma coisa que tentaram engolir e não deu certo. Acontece que a boca deles conta com uma anatomia que protege até certo ponto de engolirem o que não devem, mas como eles também são animais que exploram o mundo com a boca pode acontecer e, nesse caso, você deve saber como salvar um cachorro engasgado. É importante levar ao veterinário o animal sempre que houver algum problema ou obter orientação do profissional pelo telefone, mas em caso de engasgo pode ser que você mesmo tenha que fazer algo antes que seja tarde demais. Confira as orientações que o umCOMO reuniu ao respeito do assunto para ajudá-lo nessa hora.

Também lhe pode interessar: Dar osso para cachorro faz mal?

Como saber se o cão está engasgado

É importante conhecer os sinais que indicam que o cão está asfixiando, pois o engasgo pode ser confundido com outros problemas. Então, antes mesmo de aprender a salvar um cachorro engasgado é necessário certificar-se que é essa mesma a situação. Em casos de asfixia, é mais comum que o animal comece a salivar de maneira excessiva e apresente dificuldade de engolir. Se isso acontecer, com cuidado, porque ele pode se tornar agressivo, por estar com dificuldade de respirar, é preciso abrir a sua boca para conferir se existe alguma coisa, como um objeto preso em sua garganta.

Uma forma de abrir a boca do seu animal de estimação com segurança é segurando-o pela nuca, pegando a pele do pescoço, entre as orelhas, assim, é mais fácil de imobilizá-lo. Para ter certeza que se trata de um engasgo você pode ainda oferecer a ele um petisco para ver se ele consegue engolir. Outra dica é observar o seu peito. Se existirem movimentos exagerados a fim de tentar respirar é mais um sinal de asfixia.

Da mesma forma, o cão pode apontar a cabeça para cima, para tentar respirar, tossir com força, mostrar-se ofegante ou apresentar chiado no peito. Porém, quando a sua gengiva está azulada ou acinzentada, os lábios mostram-se arroxeados e a língua bem como a sua face pálida é porque a sua asfixia já está em um estado mais grave. Desse modo, ele pode até mesmo desmaiar.

Como salvar um cachorro engasgado - Como saber se o cão está engasgado

Como desengasgar cães pequenos

Se você quer desengasgar um cão de pequeno porte, é possível fazer isso ao abrir a boca do animal, de maneira segura, como já foi descrito. Se ao observar a sua boca e garganta encontrar algo, é possível remover com a ponta dos dedos e, se for algo pequeno, uma pinça pode ajudar. Nessa hora é preciso ter muita calma e paciência, antes de qualquer coisa é necessário que o cão esteja imóvel, a fim de evitar machucá-lo ao remover o que está prejudicando a sua respiração. Você pode precisar da ajuda de uma pessoa.

Outra dica é dar palmadinhas nas suas costas ou dar cinco golpes rápidos e cautelosos entre as espáduas do animal com a ponta dos dedos. Você pode repetir esses movimentos algumas vezes. Caso você não enxergue nada em sua garganta, mas o cachorro continue com sinais de engasgo, então, é preciso segurá-lo pelas patas traseiras e com cuidado colocá-lo de cabeça para baixo, sendo que ele pode ficar com as patas dianteiras apoiadas no chão.

Em seguida, dê um tranco de cima para baixo, ou seja, um “chacoalhão”, mas sem muita força. Se não adiantar, é possível repetir o procedimento com um pouco mais de força, mas ainda tendo cuidado de não machucá-lo. Caso ele seja bem pequeno e você conseguir, o melhor é que você se sente e ele fique entre as suas coxas, assim, é possível deixá-lo de cabeça para baixo de forma mais segura. Para tanto, use o seu antebraço para apoiá-lo.

Como salvar um cachorro engasgado - Como desengasgar cães pequenos

Como desengasgar cães grandes

Quando o cachorro que está asfixiando for de grande porte não é indicado colocá-lo de cabeça para baixo. Nesse caso, o melhor é executar a Manobra de Heimlich, ou seja, a mesma técnica usada para desengasgar pessoas, que serve para desobstruir as vias aéreas superiores por conta de um corpo estranho. Da mesma forma, é prudente ter certeza de que ele está engasgado para iniciar a manobra. É preciso também ter muita calma, pois quando a manobra é feita de maneira inadequada corre-se o risco de fraturar as costelas do engasgado.

Para tanto, é preciso abraçar o seu cão por trás, de forma que as costas dele fiquem na direção do seu tórax. Abrace-o deixando as suas mãos na sua barriga, sendo que ele deve estar com a cabeça para baixo. Em seguida, junte as suas mãos, sendo que você pode com uma delas segurar o seu pulso, para ficar bem firme, mas sem apertar o cão. Depois, aproxime as suas mãos do ponto macio da barriga do cão, logo abaixo da caixa torácica. Quando estiverem bem posicionadas, inicie uma pressão, ao empurrar para dentro e para cima as suas mãos. O procedimento pode ser repetido em séries de até cinco vezes com quatro repetições.

Se mesmo assim o objeto trancado não sair da boca do cão, é possível ainda deitá-lo no chão, de lado, ou se o cão for muito grande, de barriga para cima, deixando uma das mãos nas suas costas, a fim de dar apoio. Em seguida, é necessário apertar o seu abdômen para a frente e para cima com a outra mão. A força desse movimento deve ser proporcional ao tamanho e idade do cachorro. Enquanto são realizadas as técnicas para desengasgar o seu animal de estimação observe se o objeto que está obstruindo não volta para a sua boca. Se isso ocorrer, basta removê-lo com a ponta dos dedos.

Mesmo saindo o objeto, o cão pode continuar com dificuldade de respirar. Nesse caso, é possível fazer a respiração do tipo boca a boca. Para tanto, é preciso colocar os dedos no centro do seu peito, esticar o seu pescoço para trás e assoprar nas suas narinas em intervalos de três segundos. Outra técnica é a massagem cardíaca, na qual é necessário pressionar com firmeza e cuidado o tórax do cão até contar dois e soltar. Esse procedimento pode ser repetido em torno de 60 vezes a cada minuto.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como salvar um cachorro engasgado, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Como salvar um cachorro engasgado

O que lhe pareceu o artigo?

Como salvar um cachorro engasgado
1 de 3
Como salvar um cachorro engasgado

Voltar ao topo da página