Como saber se o meu cachorro tem parvovirose


Como saber se o meu cachorro tem parvovirose

A parvovirose ou parvovírus canino é uma das doenças mais comuns nos cachorros e das que apenas temos informação. Se se desconhecerem os sintomas, estes podem levar-nos a um diagnóstico errado e confundi-la com uma infeção gastrointestinal comum. Esta doença viral pode ser muito grave em cachorros adultos e mortal em cachorrinhos, uma vez que durante os primeiros meses de vida do seu animal de estimação, o seu sistema imunológico é fraco e, por isso, são mais susceptíveis a pegar infeções. Para responder a todas as suas dúvidas sobre esta doença, neste artigo de umComo.com.br mostramos-lhe como saber se o seu cachorro tem parvovirose. Não descuide da saúde do seu animal de estimação e leia cuidadosamente cada uma das indicações.

  • O que é a parvovirose canina?


    A parvovirose canina é uma doença infecciosa grave produzida por um vírus do tipo 2, chamado vírus do parvo, e que afeta o sistema gastrointestinal, os glóbulos vermelhos do sangue e, nos casos mais graves ou em cachorrinhos, pode chegar a atacar o músculo cardíaco. Há alguns anos que se detetou esta doença e, por isso, há pouca informação e as probabilidades de sobrevivência são muito baixas. 80% dos cachorros estiveram em contato com este vírus porque se transmite, sobretudo, através das fezes infetadas. É bastante importante desinfetar corretamente o chão contaminado que esteve em contato com a matéria fecal infetada, visto que o vírus do parvo é altamente resistente e pode permanecer durante meses no chão e em objetos contaminados. A maioria dos detergentes e desinfetantes não são suficientes para o eliminar, os produtos mais eficazes são o cloro e a água sanitária.

  • Como se contagia a parvovirose?


    Para saber se o seu cachorro tem parvovirose canina, deve conhecer como se transmite a doença. A parvovirose canina ataca, sobretudo, cachorros com menos de 6 meses, cachorros adultos ou mais velhos e cachorros sem vacinas nem desparasitação. É imprescindível desparasitar os nossos cachorros e dar-lhes as vacinas necessárias para evitar este tipo de doenças. Outros fatores que ajudam ao desenvolvimento desta doença podem ser o estresse, parasitas intestinais ou o baixo estado de ânimo. Raças como o pastor alemão, doberman, pitbull ou rottweiler são mais vulneráveis que o resto a sofrer a doença do parvo.

    A parvovirose canina é altamente contagiosa, evolui a grande velocidade e transmite-se por via oral, através do contato com fezes infetadas ou material contaminado como o chão, o recipiente da comida ou inclusive os nossos próprios sapatos, e, em cachorrinhos, através do leite materno se a mãe for portadora. Os objetos podem contaminar-se através dos nossos sapatos por terem pisado uma fez infetada, por outro cachorro contaminado ou pelo contato com excrementos de roedores.

  • Quais são os sintomas da parvovirose canina?


    A parvovirose canina costuma demorar entre três a quatro dias a manifestar-se e os seus sintomas podem ser diversos em função do sistema afetado. Para saber se o seu cachorro tem parvovirose, deverá prestar especial atenção aos sintomas.

    Quando a parvovirose afetar o sistema gastrointestinal os sintomas são:

    • Febre (é o primeiro sintoma);
    • Queda de humor/Depressão;
    • Dificuldade em respirar, fraqueza e suspiros excessivos;
    • Isolamento;
    • Falta de apetite/Anorexia;
    • Vômitos espumosos;
    • Diarreia com sangue e odor forte;
    • Desidratação provocada pelos vômitos e diarreia.

    Quando o parvo ataca o músculo cardíaco, aos sintomas anteriores acrescenta-se a dispneia, o arqueamento do corpo e, em cachorrinhos ou em casos muito graves, miocardite. A parvovirose em forma cardíaca em cachorros costuma acabar com morte súbita pela fraqueza do sistema imunológico do animal.

  • Tratamento para cachorros com parvovirose


    Se o seu cachorro apresenta algum dos sintomas anteriores, não duvide em levá-lo ao veterinário para que o analise e diagnostique a doença. Uma vez detetada a parvovirose, o tratamento deve se iniciar imediatamente. Devido ao seu recente descobrimento, não existem medicamentos específicos para tratar a doença. De maneira que, os veterinários costumam basear o tratamento em combater a desidratação, o desequilíbrio eletrolítico, e controlar os vômitos e diarreias para prevenir que a infeção aumente. Até que não esteja totalmente curado, o seu animal de estimação não pode estar em contato com outros cachorros.

  • Como prevenir a parvovirose


    No caso da doença da parvovirose o melhor tratamento é a prevenção. Para evitar que o seu cachorro desenvolva a parvovirose canina é fundamental que siga rigorosamente o plano de vacinas designado pelo veterinário, o desparasite, mantenha uma correta higiene tanto do seu cachorro como do seu ambiente, lavar o recipiente da comida e manter a comida num lugar onde os roedores não a possam alcançar.

    Lembre-se que antes das primeiras vacinas, o seu cachorro não pode estar em contato com outros cachorros nem sair para a rua. Através do leite materno o cachorro pode contrair a doença, que pode combater-se com as vacinas pertinentes e eliminá-la do sistema sem notar que estava doente. Assim, o vírus é descartado através das fezes e, por isso, deve evitar o contato do cachorro com a sua própria matéria fecal.

  • Se deseja ler mais artigos parecidos a como saber se o meu cachorro tem parvovirose, recomendamos que entre na nossa categoria de Doenças e medicamentos nos cachorros .
Conselhos
  • É imprescindível desinfetar corretar todos os materiais contaminados para favorecer o tratamento do seu cachorro.

Comente, dê a sua opinião, pergunte sobre como saber se o meu cachorro tem parvovirose:


                

5 comentários


26-06-2014 Igor disse:
Olá, estou ficando sem opções para minha cachorrinha, gostaria de sua opnião. É uma vira-lata de 3 meses, aos 15 dias de idade foi rejeitada pela mãe, que parou de amamentar, a partir dai sua alimentação foi com papinha de desmame e desde 1 mês de idade ela apresenta diarréia crônica. Já levei em 3 veterinários diferentes, fez exame de sangue e de fezes, mas os exames não apresentaram nenhum problema. Já tomou alguns antibióticos, e passou um tempo comendo apenas arroz com frango, continuando com diarréia. Agora está tomando um outro antibiótico e comendo só papinha de banana com maçã cozidas, no inicio o cocô saiu algumas vezes durinho e ganhou peso, mas uns dias depois voltou a sair aguado como no inicio. Ela é bem ativa, gosta de brincar, e tem bastante apetite, mas ela é muito magrinha e está sempre com os ossinhos aparecendo, não consegue desenvolver. Para ter uma noção, o pai é um Pointer e a mãe é porte grande também, e com 3 meses está pesando apenas 2,8kg. Nenhum dos veterinários conseguiu descobrir a causa dessa diarréia. Preciso de sua opnião sobre a minha cadelinha.
17-04-2014 Sara Viega disse:
Olá Isadora, desde já agradeço o seu comentário. Um cachorro que esteja contagiado por parvovirose pode transmitir a doença para outro cachorro, até estar completamente curado.
16-04-2014 isadora disse:
bom dia, gostaria de saber se um cachorro que sobreviveu a parvo carrega o vírus e pode transmitir para outro cachorro!?
21-03-2014 Sara disse:
Olá Anadir, desde já agradeço o seu comentário. A parvovirose pode ser transmitida para os seres humanos. Esta situação pode acontecer caso entre em contato com fezes contaminadas do seu cachorro ou materiais contaminados, como o chão ou o recipiente da comida do cachorro.
21-03-2014 anadir disse:
eu gostaria de saber se pega em em pessoas e que minha filha tem 12 anos,e eu operei o rins.nos cuidamos muito do nossos animas mas o cachorro de minha vizinha pegou.obrigada.