Partilhar

Como evitar que meu cão ataque os gatos

Por Redação umCOMO. Atualizado: 12 dezembro 2019
Como evitar que meu cão ataque os gatos

Se tiver um cão com tendências agressivas ou que se altera com a presença de gatos, você deve tentar fazer o possível para modificar esse comportamento. Principalmente para evitar um estresse desnecessário, possíveis fugas do seu cão quando saem para passear e acidentes. A relação entre cães e gatos não tem que ser um problema, e é por isso que em umComo.com.br contamos a você como evitar que seu cão ataque os gatos.

Também lhe pode interessar: Como evitar que meu cão ataque as galinhas
Passos a seguir:
1

A melhor forma de evitar que seu cão ataque os gatos é, sem dúvida, uma educação prematura. Se desde que é um filhote se acostumar à presença de gatos de forma progressiva e supervisionada, nunca verá o felino como uma ameaça e não terá que submeter o seu cão ao estresse de se relacionar com um gato. V

2

Se o seu cão reage de forma agressiva com os gatos, você deve tomar medidas para que comece a ver os gatos de uma forma mais amigável. Você deveria tentar fazer uma apresentação entre seu cão e algum gato que conheça bem e que saiba que está acostumado com cachorros. Seria legal que fosse um gato de algum amigo com o qual seu cão possa se relacionar de forma contínua e se acostume. Dedique tempo e atenção para fazer uma boa apresentação entre ambos. Para que esta apresentação dê certo, certifique-se de que seu cão comeu, brincou e passeou, assim estará tranquilo; inclusive seria um bom momento para dar a ele um prêmio por seu bom comportamento. Para começar com uma apresentação é importante que seu cão esteja com sua coleira, para que não possa escapar nem fazer nada prejudicial enquanto o gato passeia ao seu redor com curiosidade até ganhar confiança.

3

Quando o gato e o cachorro estiverem relativamente perto, preste muita atenção ao seu cão para ver se mostra um interesse excessivo como para ficar agressivo. Se achar que ele vai ficar agressivo, deixe a apresentação para outro dia. Uma má reação pode condicionar a relação futura. Repita esses pequenos contatos durante vários dias, evitando sempre atritos e com um ambiente agradável e nada estressante para ambos.

4

Quando o seu cão já for adulto, o processo de adaptação aos gatos custa bem mais; criar vínculos de amizade entre um filhote de cachorro e um gato é bem mais simples e natural. Mas com algumas apresentações respeitosas, com precaução e com boas recompensas, você vai ver como, pouco a pouco e com paciência, seu cão vai assimilando a presença dos gatos e não volta a atacar mais nenhum!

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como evitar que meu cão ataque os gatos, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
joaquim minez
Como devo evitar que o meu cachorro ataque o meu gato persa. Pois ambos vivem dentro de casa comigo, o cachorro tem 5 meses e o gato tem 12 anos, eu tento aproxima-los maas o cachorro não aceita, agradecia a vossa opinião, obrigado.

Como evitar que meu cão ataque os gatos
Como evitar que meu cão ataque os gatos

Voltar ao topo da página