menu
Partilhar

Como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas

Acha que seu cão pode estar sofrendo de algum tipo de alergia cutânea? Então continue lendo, porque uma das doenças alérgicas comuns que o seu pet pode sofrer é a dermatite alérgica à picada de pulgas. É uma reação de hipersensibilidade perante certas proteínas que a saliva das pulgas contém e que lhe provocará sintomas desconfortáveis, como coceira intensa, vermelhidão e feridas na pele, entre outros. Neste artigo de umComo.com.br vamos explicar para você como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas e quais medidas deve tomar a este respeito.

Passos a seguir:
1

Ainda que as pulgas costumem estar presentes quase todo o ano, é nas épocas de mais calor que as suas sequelas são mais evidentes. É na primavera ou no verão o momento em que poderá observar os sintomas da dermatite alérgica por pulgas no seu cão. Se seu pet sofre desta reação, sofrerá muito desconforto que o fará sentir muito incômodo. Vamos de seguida indicar os sinais que podem indicar que seu pet tem este problema. Alguns podem estar relacionados com outras doenças, por isso preste muita atenção.

2

Um dos sinais mais evidentes é a coceira intensa. Para além disso, o aparecimento de zonas avermelhadas, feridas e crostas nas virilhas, orelhas, pescoço, cara, axilas e entre os dedos também podem ser sinais evidentes deste problema de pele.

Outro dos sintomas de dermatite alérgica é a alopecia moderada e as manchas na pele. Se a doença chegar a se converter em crônica, podem aparecer lesões secundárias nas mesmas partes do corpo de seu cão. Pode relacionar-se com a alergia às pulgas doenças como conjuntivite, infecções bacterianas, hematomas nas orelhas e otite.

3

Perante tudo isso, os cachorros que têm reações alérgicas às pulgas passam muito mal. Além dos sintomas físicos, notará seu cachorro mais triste, inquieto, ansioso, nervoso, irritado e desanimado. Terá muito menos vontade de brincar, será mais difícil para ele dormir e não estará confortável em quase nenhuma posição. Sua qualidade de vida ficará muito ressentida se ignorar estes sinais e os considerar normais, assim, se notar qualquer um dos sintomas mencionados, deve tratar o seu pet o quanto antes. Vá com ele ao veterinário e siga à risca as suas indicações.

Como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas - Passo 3
4

O tratamento da alergia às pulgas não é fácil. Existem produtos que servem como precaução para a infestação destes insetos, mas ainda que os use, seu cão poderia ser vítima de picadas. Ao ser a saliva do bicho a causa da alergia, trata-se de um problema muito complexo de tratar.

Existem pipetas ideais para a prevenção e tratamento tanto de pulgas como de carrapatos. Em 24 horas a partir da aplicação, morrem todos os insetos, incluindo o piolho que o picou. Além disso, com esta solução reduz-se de forma indireta o risco de transmissão de doenças de carrapatos infectados durante 1 mês. No seguinte artigo pode ver conselhos sobre como se aplica a pipeta para cães. Para além das pepitas existem comprimidos para proteger o animal das pulgas e carrapatos, no caso do seu cachorro sofrer de alergia à picada de pulgas, estes comprimidos são bastante eficazes. Um dos que está fazendo mais sucesso é o Bravecto, saiba mais sobre ele no nosso artigo.

Como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas - Passo 4
5

Além das pipetas, é conveniente tratar os sintomas da alergia às pulgas com uma dieta recomendada para prevenir a coceira e todas as consequências em cães com pele atópica. Talvez, em casos graves de muita dor pela coceira, o veterinário administre corticoides.

Perante o aparecimento de qualquer destas reações alérgicas, leve seu cão ao veterinário para que deixe de sofrer as consequências com o tratamento adequado para seu caso.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Marcos
gostei
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Marcos! Obrigada pelo seu comentário valeu :)

Como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas
1 de 3
Como reconhecer dermatite alérgica à picada de pulgas

Voltar ao topo da página