Partilhar

Como saber se meu cão tem torção de estômago

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como saber se meu cão tem torção de estômago

Todos os cães são suscetíveis de sofrer com a dilatação ou torção gástrica. No entanto, são os proprietários de animais de raças grandes os que mais temem esta doença grave, que pode acabar com a vida de nosso companheiro. Por isso, em umComo.com.br explicamos a você como saber se seu cão tem torção de estômago.

Também lhe pode interessar: Por que meu cachorro tem soluço
Passos a seguir:
1

Todos os cães podem ser vítimas da temível e fatídica torção de estômago, uma dilatação gástrica que poderia acabar com a vida do nosso bichinho de estimação. No entanto, esta terrível doença afeta em muita maior medida os cães de raças grandes e gigantes. A razão é muito simples, por ter a caixa torácica e a cavidade abdominal maior, o estômago tem mais espaço para balançar, até o ponto de poder dar a volta.

2

Caso a Síndrome de Dilatação Gástrica apareça, é essencial a atuação imediata, com a assistência do veterinário com a maior rapidez possível. Alguns minutos podem salvar a vida de nosso cão, literalmente. Não obstante, o melhor é saber o que causa a torção de estômago e como podemos detectar alguns sintomas que nos permitam agir e ajudar o nosso bichinho.

3

A dilatação gástrica é na verdade uma inflamação ou preenchimento excessivo do estômago do animal, bem por gases, alimentos, água, etc. A verdade é que o cão tem, como os humanos, mecanismos naturais (flatulências, arrotos, vômitos) para combater esta doença. No entanto, em alguns casos, estes mecanismos não funcionam e esse será, precisamente, o primeiro dado que nos alertará sobre a possibilidade de que nosso cão esteja sofrendo dos efeitos de uma torção de estômago.

4

Nosso cachorro não arrota, não elimina gases, faz esforço para vomitar, mas não sai nada. Sua barriga aparece anormalmente retorcida e mostra dor ao mais mínimo contato. Além disso, os ligamentos que seguram o estômago nos cães não costumam ser muito fortes e conforme vai aumentando o tamanho da bolsa gástrica, esta começa a balançar e, em algum momento, pode girar sobre si mesma.

5

Os primeiros sintomas detectáveis relacionam-se com a atividade do animal. Veremos que se levanta e se deita constantemente, mudando muito de postura (devido ao mal-estar). Notaremos que vai aumentando seu estado de ansiedade e arfa muito, sem que pareça ter nenhum motivo para isso.

6

A partir daí notaremos como o lado direito do animal começa a se inflamar e até o mais leve toque lhe produz uma dor que inclusive faz com que o cão levante o lombo. Nosso pet começará a ofegar, porque sentirá muita dificuldade para respirar, e aumentará seu ritmo cardiorrespiratório.

7

Neste ponto, o estado do animal é tão grave que se deitará e já não poderá ser levantado. Um desenlace fatal pode ocorrer em um lapso de tempo curtíssimo, entre quinze e trinta minutos, por isso a intervenção cirúrgica a cargo do veterinário, o mais rapidamente possível, é a única coisa que pode salvar a vida de nosso cão doente.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se meu cão tem torção de estômago, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como saber se meu cão tem torção de estômago
Como saber se meu cão tem torção de estômago

Voltar ao topo da página