Partilhar

Conselhos de primeiros socorros para cães

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Conselhos de primeiros socorros para cães
Imagem: mascotass.com

Aprender primeiros socorros deveria ser uma matéria obrigatória em todas as escolas de nossa sociedade. Mas igualmente importante é saber primeiros socorros para ajudar tanto as pessoas quanto para ajudar os nossos animais. Portanto, se temos um cão em casa, é importante saber mais sobre os primeiros socorros, já que deste modo poderíamos salvar vidas. Em umComo.com.br queremos orientar você com estes conselhos de primeiros socorros para cães.

Também lhe pode interessar: Como fazer brinquedos para cães

Antes de qualquer coisa

Se seu cão tiver um acidente ou ficar doente, antes de mais nada você precisa manter a calma. A última coisa que deve fazer é transmitir a seu cão seu nervosismo, devendo agir com serenidade. É importante que tenha à mão todos os telefones necessários, como o de seu veterinário ou o hospital de animais mais próximo caso precise ligar para receber instruções.

Maleta de primeiros socorros básica em casa

Você deve ter a maleta de primeiros socorros de casa sempre completa para auxiliar seu cão. Ela deve conter:

  • Medicamentos receitados pelo veterinário que só administraremos se o profissional indicar.
  • Seringas estéreis, gazes, esparadrapo e algodão.
  • Água oxigenada adequada para nosso cão.
  • Termômetro retal canino.
  • Pinças para extrair possíveis vidros, espinhos ou inclusive carrapatos.

Picadas de insetos

Se nosso animal for picado por um inseto pode sofrer reação. Se o focinho ou a garganta inflamarem deve-se procurar um veterinário imediatamente, mas se isto não ocorrer é possível aliviar o mal-estar da picada com uma gaze com água fria. Se ele tiver uma carraça pequena, pode ser tirado com firmeza para eliminá-la completamente aplicando álcool ou óleo na zona e comprovando que tenha sido extraído completamente. Se o carrapato/carraça for grande, deverá levar o cachorro ao veterinário.

Acidentes de trânsito

Se seu cão tiver sofrido um acidente deste tipo, você deve verificar se ele está respirando e levá-lo imediatamente a um hospital veterinário. Você precisa ter cuidado porque com a pancada, seu cachorro pode estar em estado de choque e agir de modo imprevisível. Envolva-o em uma manta e leve-o rapidamente, se não puder movê-lo, deverá pedir ao veterinário que vá até o local.

Ossos, bolas ou paus

Há certos objetos que por seu tamanho podem ficar emperrados na boca de seu cachorro. Se isto ocorrer você pode tentar tirar o objeto por si próprio e com muito cuidado, com a mão ou com umas pinças, mas se não conseguir deverá ir ao veterinário para que o faça com anestesia, já que seu cão pode ficar muito nervoso e machucar-se. Tente prevenir que isto ocorra evitando que ele brinque com bolas pequenas ou com paus.

Queimaduras

Se seu cão se queimar com qualquer líquido fervendo, deverá receber atendimento médico de forma imediata. Se se tratar de uma queimadura leve, limpe a zona afetada com antisséptico apto para animais e aplique um gel calmante, tampe-a com uma gaze para que ele não lamba ou para não atrair os insetos.

Convulsões

Se seu cão saliva em abundância e cai no chão de lado fazendo movimentos espasmódicos, afaste qualquer objeto ao redor com o qual ele pudesse machucar-se, cubra-o com uma manta e evite qualquer estímulo audiovisual, deixando o cômodo escuro e em silêncio. Ligue para seu veterinário imediatamente para que ele aconselhe você. Seu cão pode agir com violência, por isso é conveniente não se aproximar e esperar que se recupere ou seguir as indicações do veterinário.

Golpes de calor

Quando faz calor, não afeta só as pessoas, qualquer ser vivo pode sofrer um golpe de calor, e, portanto, seu cão também. Evite que fique exposto ao sol ou que esteja dentro de um carro tempo demais quando faz calor no exterior, deste modo você evitará que ele sofra um golpe de calor. Mas se o estiver padecendo, você deve agir com rapidez porque é mais importante do que parece à primeira vista. Faça com que seu cão respire ar fresco, dê-lhe água fresca em abundância e refresque-o com panos úmidos sem cobri-lo, só refrescando-o. Você também pode colocar um ventilador na frente dele ou dar um banho com água não muito fria nele. E assim que ele melhorar, levar ao veterinário. Veja também o nosso artigo sobre como atuar em um golpe de calor.

Asfixia

Se seu cão estiver se asfixiando porque se engasgou, deve-se tentar tirar o objeto com o qual está se asfixiando. Mantenha sua boca aberta e incline sua cabeça para cima e tente extrair o objeto com as mãos. Se não puder, fique de joelhos diante dele e rodeando com os braços por baixo de suas costelas, pressione várias vezes de forma enérgica, mas nunca de forma brusca. Se não for possível, deve-se ir imediatamente ao veterinário, já que a vida de seu cão corre perigo.

Sufoco

Se seu cachorro estiver sufocado não tente fazer uma reanimação se não tiver conhecimentos para fazê-la e leve-o o mais rápido possível à emergência de um hospital ou ao veterinário mais próximo. Enquanto o leva ponha-o de barriga para cima durante 20 segundos para ver se ele reage bem.

Envenenamento

Os sintomas podem variar a depender do tipo de veneno, mas diante de qualquer sintoma (falta de coordenação, diarreia, vômitos, delírios, convulsões...) você deve ligar imediatamente para o Serviço de Toxicologia ou para o veterinário. Siga todas as instruções que lhe derem. Consulte o artigo O que fazer se meu animal se intoxicar.

Feridas, cortes ou mordidas de outros cães

É normal os cães sofrerem feridas por diferentes motivos. Por isso é importante saber como agir diante disso. Limpe a ferida e desinfete-a, elimine o pelo que possa rodear a ferida. Se vir que é grave, coloque compressas ou alguma bandagem para protegê-la e leve-o ao veterinário.

Unhas quebradas ou arrancadas

Se seu cachorro quebrar uma unha ou a arrancar, é doloroso e pode infectar. Vende a pata afetada e ligue para seu veterinário ou leve-o para ele dar uma olhada.

Fratura

Se isto ocorrer, toque com cuidado na zona afetada para verificar o nível de inflamação e a dor. Faça um torniquete, caso haja hemorragia e trate de imobilizar a zona. Vá imediatamente ao hospital veterinário mais próximo.

Mais dúvidas

Se tiver mais dúvidas a respeito dos primeiros socorros para seu cão, não hesite em procurar seu veterinário. Os conselhos aqui citados são os que podem ser mais comuns. Mas, antes de qualquer coisa, para evitar que ocorra algo grave a seu cão, é preciso prevenir.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Conselhos de primeiros socorros para cães, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Conselhos de primeiros socorros para cães

O que lhe pareceu o artigo?

Conselhos de primeiros socorros para cães
Imagem: mascotass.com
Conselhos de primeiros socorros para cães

Voltar ao topo da página