Partilhar

Sintomas da leishmaniose canina

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Sintomas da leishmaniose canina

A leishmaniose é uma doença que pode afetar o seu cão e que é provocada por um parasita chamado Leishmania. Transmite-se pela picada de um mosquito do gênero Phlebotomus e é uma doença que pode ser de extrema gravidade e inclusive mortal se não for detectada a tempo. Trata-se de uma doença crônica que não tem cura, mas o seu pet não pode transmiti-la a outros animais e inclusive às pessoas. Em umComo.com.br contamos para você quais os sintomas da leishmaniose canina.

Também lhe pode interessar: Como prevenir a leishmaniose canina
Passos a seguir:
1

A leishmaniose é uma doença estacional e endêmica que, dependendo da zona onde se encontre o seu pet, terá mais probabilidades de contraí-la; por exemplo, haverá mais chances de que seu cão seja contagiado se viver em lugares com muita umidade e muito calor.

É um problema de saúde que pode ser muito difícil para o seu pet e também para o dono, por isso deve ser paciente e ter em conta que precisa de um tratamento para aliviar os sintomas e que terá que realizar constantes controles em seu pet para prevenir surtos depois de começar o tratamento.

A leishmaniose não tem cura e deve considerar que ainda que o seu pet receba tratamento, não quer dizer que o cão não sofra recaídas. Se o seu cão tem leishmaniose, será para toda a vida e precisará de controle médico constante, é um fato que deve aceitar com carinho e responsabilidade.

Sintomas da leishmaniose canina - Passo 1
2

Para saber se o seu cão sofre de leishmaniose terá que estar atento a diversos sintomas. Esta doença pode provocar a morte do seu querido animal se não receber tratamento e posterior controle de rotina. Esta doença pode ser cutânea, afetando a pele e visceral, quando os rins e o fígado são afetados. A Leishmania pode afetar cães de qualquer idade ou raça, assim, qualquer cachorro pode ser vítima desta doença.

Se perceber alguns destes sinais, o mais recomendável é que vá de imediato ao seu veterinário de confiança para que o examine e realize o diagnóstico apropriado. Se notar que aparecem úlceras na cabeça, na borda das orelhas ou em suas extremidades, ou inflamação ocular, isso podem ser sintomas de Leishmaniose.

Sintomas da leishmaniose canina - Passo 2
3

Para verificar se o seu pet tem leishmania também pode começar a perceber mais sintomas como um crescimento anormal das unhas, feridas que nunca se curam, aparecimento de caspa e perda de pelo na cabeça, diarreia e presença de sangue na urina. Mas os sinais clínicos podem ir além disso, já que o seu cão pode sofrer de problemas como:

  • Conjuntivite
  • Atrofia muscular, especialmente no rosto (com certa expressão de tristeza)
  • Fadiga
  • Perda de peso
  • Debilidade
  • Inflamação articular
  • Coxeadura
  • Dermatite
  • Febre
  • Sangramento nasal
  • Aumento do tamanho dos gânglios linfáticos no pescoço e na parte interna das patas
  • Inflamação do abdômen
Sintomas da leishmaniose canina - Passo 3
4

Se o seu cão apresentar algum dos sintomas mencionados é recomendável ir ao médico o quanto antes. O seu veterinário fará um teste simples para detectar a presença da infecção; se o resultado for positivo, serão realizados mais exames para que o diagnóstico da doença seja definitivo. Se o nível detectado da doença não estiver muito avançado, o seu cão poderá seguir uma vida normal sempre com seus controles periódicos para ter sob controle possíveis surtos.

Nem todos os cachorros apresentarão os mesmos sintomas e é possível que alguns nem sequer os demonstrem e estejam saudáveis durante muitos anos. Um cão com o sistema imunológico debilitado e mais velho será mais suscetível; no entanto, um cão com as defesas protegidas, ainda que esteja infectado, poderia chegar a viver com o parasita toda a sua vida sem complicações.

Neste artigo de umComo contamos a você o que fazer se um cachorro tiver leishmaniose.

Sintomas da leishmaniose canina - Passo 4
5

Com o tratamento para a leishmaniose, ainda que seja caro, aumentará a probabilidade do seu cão ter uma boa qualidade de vida e o protegerá no caso de recaídas. Muitos cachorros têm uma vida longa e com os sintomas minimizados. As sequelas que o seu pet terá depois de ser diagnosticado dependerão de como os seus órgãos foram afetados, assim, se não se detectou a tempo e não se começa o tratamento, a doença poderá ser mortal nos casos de leishmaniose visceral.

Lembre-se que o mais responsável é ir ao seu veterinário de confiança e pedir informação sobre a incidência desta doença em sua zona e especialmente um acompanhamento sobre a doença e o seu tratamento paliativo. Tudo o que aprender sobre a doença, compartilhe com as pessoas à sua volta, deve conscientizar sobre a importância da prevenção porque a leishmania não tem cura. Neste artigo de umComo contamos a você como prevenir a leishmaniose canina.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sintomas da leishmaniose canina, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
Márcia Fernanda Santos
É mentira que leishmaniose ñ tem cura.Tem cura sim.Eu já tive uma cachorra com diagnóstico comprovado da doença. EU TRATEI ELA COM REMÉDIO P HUMANOS,ELA FOI CURADA.Ainda viveu mais seis anos.
PRISCILA
Oi Márcia. Qual medicamento vc usou no tratamento da sua cadela? A minha também está com essa doença.
Aurette Rodrigues Soares
Minha cadela foi diagnosticada com leishimaniose(Mas preciso fazer outro exame para confirmação)acho que ela está prenha.Posso continuar á medicá-la com Alopurinol?E será que os filhotes correrão risco?Aguardo resposta e desde já agradeço.
Editor umComo.com.br
Oi Aurette! Você deve consultar diretamente o médico veterinário que está acompanhando o caso para que ele defina qual a estratégia de tratamento que pretende seguir de acordo com o resultado do exame. Embora seja menos comum, existem registros de transmissão direta de progenitora para filhos. Esperamos que o segundo resultado seja negativo e que tudo não tenha passado apenas de um susto! Um abraço de força da equipe do umCOMO!
ANGELICA
meu cao apareceu umas coceiras nele mandei tosar e dei remedios ,mais agora ele esta com umas pequenas feridas nas costas,e cairam o pelo .o que pode ser.
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Angelica! Você está dando alguma coisa para seu cachorro para prevenir pulgas e carrapatos?
A sua avaliação:
Nedson Bueno Barbosa
Boa Noite. Li e gostei do artigo sobre a leishmaniose. Tenho um animal com leishmaniose há mais de 6 anos. Quando no exame anual de sangue foi constatado a doença: comecei a tratar por orientação médica veterinária, com comprimidos de alopurinol 300mg e ômega 3, diário, além de ração de boa qualidade. Li o seu artigo e pretendo adicionar na alimentação algumas de suas dicas, haja vista, que com o tempo a doença vem avançando. No atual momento, está bem de apetite, contudo, vem tendo emagrecimento muito rápido, mesmo comendo bem diariamente. Até qualquer hora, e uma boa noite.
Nedson Bueno
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Nedson! Espero que adicionando estas dicas o seu cachorro apresente melhorias. Muito obrigada pelo seu comentário e continue acompanhando a nossa página :)

Sintomas da leishmaniose canina
1 de 5
Sintomas da leishmaniose canina

Voltar ao topo da página