Partilhar

Sintomas da cinomose em furões

Sintomas da cinomose em furões

Os furões são um dos animais que nos últimos anos têm ganhado mais popularidade e, se estiver pensando em ter um ou já conviver com um, é essencial se informar ao máximo sobre as possíveis doenças que podem sofrer. Por exemplo, uma das doenças virais mais comuns nestes pequenos mamíferos é a cinomose. A cinomose é uma doença que sofrem sobretudo os cachorros, mas que afeta outros mamíferos. Esta doença é causada por um vírus da família Paramixoviridae e seu contágio pode dar-se pelo ar ou por contato com outros animais doentes. Nos furões tem uma elevada taxa de mortalidade, mas felizmente existe uma forma de prevenir esta doença. Se quer saber mais sobre este problema de saúde nos furões, continue lendo este artigo do umCOMO no qual encontrará toda a informação sobre os sintomas da cinomose em furões, o tratamento existente e sua prevenção.

Principais sintomas da cinomose em furões

A cinomose é uma doença em maior medida sofrida por cães, mas que também afeta gravemente os furões e que, nestes pequenos mamíferos, apresenta um período de incubação entre 7 e 12 dias. Os sintomas que podemos observar podem nos lembrar os que sofre este pet quando tem gripe, mas existem outros sinais que nos indicam que se trata de outra doença.

Os principais sintomas da cinomose em furões são os seguintes:

  • Infecção nos olhos.
  • Secreção ocular e nasal.
  • Irritação, espessamento e descamação da pele em partes como os lábios, os dedos, o queixo, o abdômen e a zona perineal e inguinal.
  • Patas inflamadas e com endurecimento das almofadas (hiperqueratose plantar).
  • Depressão.
  • Apatia.
  • Fotofobia ou desconforto ao se expor à luz.
  • Perda de apetite.
  • Diarreia.
  • Desidratação.
  • Febre elevada (39,5ºC), danos cerebrais, tremores e convulsões em estados de cinomose avançado, inclusive chega a se produzir um coma prévio à morte.
Sintomas da cinomose em furões - Principais sintomas da cinomose em furões

Tratamento da cinomose em furões

Não existe um tratamento específico para a cinomose em furões. Por este motivo, a única coisa que pode ser feita, além de uma correta prevenção, é tratar os sintomas no princípio de se manifestar a doença. Portanto, é fundamental levarmos o nosso furão ao veterinário especializado perante os primeiros sintomas leves de mal-estar para, começar assim o tratamento o quanto antes, já que se esta doença estiver avançada, já será tarde para este tipo de tratamento.

O tratamento dos sintomas baseia-se sobretudo em fluidoterapia, em medicamentos para estimular a imunidade e, às vezes, também antibióticos. Durante o processo de tratamento, como normalmente estão muito fracos, a alimentação deverá ser dada através da fluidoterapia, pelo menos durante um tempo.

A maioria destes pequenos mamíferos não sobrevivem a esta doença viral, de fato, sua taxa de mortalidade é praticamente de 100%. Por este motivo, é muito importante começar o tratamento de imediato, ainda que muitas vezes se torne ineficaz, por isso em muitos casos o veterinário acaba recomendando a eutanásia para evitar mais sofrimento ao animal.

Sintomas da cinomose em furões - Tratamento da cinomose em furões

Prevenção da cinomose nos furões

A chave para combater esta doença está na prevenção contra a cinomose em furões. Apenas 1% dos furões sobrevivem à cinomose, assim, é muito melhor manter uma correta prevenção através da vacinação e outros aspectos. Estas são as possíveis formas de prevenção contra a cinomose em furões:

  1. Para prevenir a cinomose tem que vacinar o furão pela primeira vez com 8 semanas de vida, depois aos 3 meses de idade e seguir sempre o calendário de vacinas anuais ao longo da vida do seu pet. É importante manter em dia todas as vacinas que um furão precisa.
  2. Além disso, deve evitar o contato com animais doentes por parte do furão.
  3. Também tem que evitar ter contato com animais que possam estar sofrendo de cinomose, já que facilmente pode levar o vírus na sua roupa e contagiar o pet.

Seguindo estas dicas irá se certificar de que o seu pequeno peludo não contrai esta doença viral e lhe proporciona uma boa saúde. Recomendamos que você consulte seu veterinário especializado sobre qualquer aspecto da saúde do seu furão que preocupe você.

Se foi útil conhecer quais são os sintomas da cinomose em furões, para conhecer melhor a saúde destes pequenos mamíferos, para saber mais informação sobre eles e assim lhes oferecer a melhor qualidade de vida pode ser que interesse a você este outro artigo do umCOMO sobre como cuidar de um furão.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Sintomas da cinomose em furões, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Sintomas da cinomose em furões

O que lhe pareceu o artigo?

Sintomas da cinomose em furões
1 de 3
Sintomas da cinomose em furões

Voltar ao topo da página