Partilhar

Como cuidar de um gato com sarna

Como cuidar de um gato com sarna

Seu gato tem sarna? Esta é uma condição cutânea que ocorre porque um ácaro se instala na pele do animal e lhe produz coceira, erupções cutâneas e, inclusive, pode chegar a descascar a pele. É importante aprender a detectar se seu gato tem sarna e, se for o caso, oferecer cuidados específicos que possam ajudá-lo a aliviar os sintomas e a que a cura seja mais rápida. Neste artigo de umComo contamos a você como cuidar de um gato com sarna para que lhe dê a atenção que precisa.

Também lhe pode interessar: Como tratar a sarna em gatos
Passos a seguir:
1

A sarna é uma doença que aparece na pele e no ouvido externo e que se produz por culpa do contágio de um ácaro. Tanto os animais quanto as pessoas podem sofrer de sarna mas, no caso dos gatos, é interessante que conheça os tipos de sarna que podem ter:

  • Sarna no ouvido: instala-se na parte exterior das orelhas e poderá notá-la quando o animal não parar de coçar a zona com insistência. Irá aparecer vermelhidão e pode inclusive começar a descascar a zona.
  • Sarna escamosa: os gatos costumam sofrer deste tipo de condição na cabeça e no lombo e muitas vezes pode chegar a confundir-se com caspa. A diferença é que o animal se coçará de um modo mais insistente.
2

Você pode saber se seu gato tem sarna porque esta doença cutânea provoca uma série de sinais na pele que são muito reveladores. Ainda que seja verdade que, dependendo do tipo de ácaro com o qual se contagie o seu pet, os sintomas podem ser uns ou outros, mas os mais comuns são os seguintes:

  • Queda do pelo: quando o ácaro afeta a pele do gato, a saúde do pelo se debilita e por isso é habitual que a perda de pelo seja mais abundante que o habitual.
  • Vermelhidões na pele: também produz o aparecimento de uma erupção cutânea na pele e que, além disso, ao coçar se intensifica ainda mais.
  • Coceiras e lambidas: um dos sinais mais claros de que seu gato tem sarna é que se coça constantemente de forma brusca.
  • Inflamação: os ácaros também podem causar que a zona infectada se inflame e apareça mais dilatada e quente que o resto do corpo.
  • Crostas: devido à coceira intensa, é provável que no gato apareçam crostas e feridas na pele que podem chegar a sangrar um pouco.

A sarna é uma doença que se transmite por contato com outros animais. Estes parasitas vivem na pele dos animais e não podem sobreviver mais de 2 semanas se não estão vivendo ali. Por este motivo, costumam passar de um animal para outro para sobreviver. Assim, se o seu gato tem sarna é porque algum outro animal que esteve perto dele tinha.

Como cuidar de um gato com sarna - Passo 2
3

Se quer cuidar de um gato com sarna o mais recomendável é que vá ao seu veterinário habitual para que indique a você que tratamento seguir, já que costumam oferecer tanto métodos curativos como preventivos que manterão o seu animal bem protegido. Os tratamentos médicos mais habituais para este tipo de doença são as pipetas, ou seja, pôr na zona lombar do gato uma solução química que cura e, além disso, previne esta infecção nos animais.

Se o seu pet está em um estado grave, o mais habitual é que o trate com vacinas antiparasitárias que conseguirão matar a sarna, além de criar uma forte proteção. Mas se você acha que não é necessário vacinar o animal, pode optar por outras opções como os xampus a seco que tenham propriedades antibacterianas e que ao serem borrifados na pele do gato se consegue reduzir a presença destes ácaros. A eficácia desta segunda solução é menor e mais progressiva, mas é menos agressiva para o animal.

Como cuidar de um gato com sarna - Passo 3
4

Se prefere experimentar outros tratamentos mais naturais, a seguir em umComo propomos a você alguns remédios caseiros para a sarna em gatos que conseguirão reduzir os sintomas. No entanto, deve saber que o mais adequado é que o leve a um veterinário e que as seguintes soluções sejam praticadas de forma complementar ao tratamento médico.

  • Azeite de oliva: é uma das formas mais eficientes de aliviar as coceiras e conseguir que o gato se sinta melhor. Para isso, terá que aplicar umas gotas deste azeite nas zonas que estejam mais afetadas e, assim, conseguirá hidratar a pele ao mesmo tempo que debilitará os ninhos que os ácaros tenham feito.
  • Plantas medicinais: as mais eficientes para desparasitar o animal são o Neem ou o Niaoli, já que contêm propriedades regenerativas, antissépticas e antibacterianas. A forma de usar estas plantas é misturá-las com azeite de oliva e pôr nas zonas afetadas do gato. Sobretudo, evite usar plantas tóxicas para gatos pois o mais certo é que se lamba para se curar e poderia ser intoxicado.

Leia mais em: Como tratar a sarna em gatos com remédios caseiros

Como cuidar de um gato com sarna - Passo 4

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um gato com sarna, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Como cuidar de um gato com sarna

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
A sua avaliação:
Elaine Cristina Bonato
Bom dia, como trato de sarna em gato. Desde já grata.
A sua avaliação:
jaqueline brasil leal
me ajudem,por favor...estou com um filhote que esta com sarna,já pegou em minhas crianças...moro em um apartamento e não tenho condiçoes financeiras pra levar meu gatinho em um veterinario. estou apavorada,pois não sei o que fazer....
precisava de um remedio caseiro;
Redação umCOMO (Editor/a de umCOMO)
Oi Jaqueline! Pode encontrar alguns remédios caseiros para tratar a sarna em gatos aqui: http://animais.umcomo.com.br/artigo/como-tratar-a-sarna-em-gatos-com-remedios-caseiros-24515.html As melhoras do seu bichinho!

Como cuidar de um gato com sarna
1 de 4
Como cuidar de um gato com sarna

Voltar ao topo da página