Partilhar

Como saber se o meu cachorro tem cinomose

Por Vanessa Lopes. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como saber se o meu cachorro tem cinomose

Adoramos o nosso animal de estimação, com o qual partilhamos muito tempo diário. Por isso, quando os vemos machucados e apáticos preocupamo-nos de imediato com a sua saúde, uma reação importante para determinar se realmente se passa algo grave. Existem diversas doenças que podem afetar o nosso cachorro, de todas elas a cinomose é uma das mais graves, e se não for tratada a tempo pode levar à morte do animal. Por isso, em umComo.com.br mostramos-lhe alguns sinais importantes para que saiba se o seu cachorro tem cinomose e a forma que deverá proceder para cuidar de um cachorro com cinomose.

Também lhe pode interessar: Como saber se meu cachorro tem carrapatos

O que é a cinomose?

A cinomose é um vírus perigoso que afeta os cachorros e outras espécies animais. Trata-se de uma doença viral que é muito idêntica ao sarampo ou catapora nos humanos, afetando significativamente os animais, especialmente os filhotes e os cachorros maiores, que podem desenvolver mais complicações.

Embora exista uma vacina contra a cinomose, muitos animais ainda ficam vulneráveis a este vírus que se encontra propagado no mundo.

Como saber se o meu cachorro tem cinomose - O que é a cinomose?

Como é transmitida?

Sendo um vírus, a forma de contágio é através do contacto com os fluídos dos animais infectados, incluindo a água ou a comida que já foi consumida por estes. A doença é capaz de viajar pelo ar, pelo que esta é outra forma de contágio habitual.

Uma vez no corpo do animal, o vírus leva entre 14 a 18 dias para se incubar, após este tempo começa a apresentar os primeiros sintomas.

Sintomas da cinomose

A chave para detetar se o nosso animal de estimação está mal de saúde é observar sempre com atenção o seu comportamento. No caso da cinomose apresenta sintomas muito claros, que com o avanço da doença, vai atacando diversas partes do corpo do cachorro a nível respiratório, intestinal, da pele e neurológico.

  • Febre, que pode aparecer 6 dias depois do contágio. Desaparece e volta a aparecer à medida que a infeção vai avançando.
  • Apatia, perda de apetite e fraqueza, o cachorro deixa de estar tão ativo como de costume.
  • Redução do consumo de água, o que leva à desidratação. Neste ponto, há várias razões para levar o animal ao veterinário, embora outros sintomas apontem para cinomose de uma forma mais clara.
  • Problemas respiratórios importantes, como tosse, dificuldade em respirar e secreções nasais verdes.
  • Problemas intestinais como a diarreia constante e amarela e vômitos.
  • Conjuntivite ou secreção ocular.
  • Erupções na sua pele e endurecimento das pontas das suas patas.
  • Tiques, convulsões e em casos mais graves paralisia.

Como diagnosticar a cinomose?

Os primeiros sintomas da cinomose podem apontar para várias doenças, mas uma forma de determinar se se trata deste vírus ou de qualquer outra infeção é analisando as secreções oculares produzidas pela conjuntivite. Os problemas respiratórios e o endurecimento das pontas das patas são sintomas importantes que normalmente apontam para a cinomose, embora se realize sempre exames para confirmar o diagnóstico.

Como saber se o meu cachorro tem cinomose - Como diagnosticar a cinomose?

Tratamento de cachorros com cinomose

A cinomose é uma doença de alta gravidade que não tem tratamento específico, o que os veterinários indicam é aplicar medicação nos sintomas que vão aparecendo e permitir que o cachorro desenvolva as suas próprias defesas contra a doença. Os antibióticos para combater as infeções geradas pela doença, são suplementos vitamínicos e os medicamentos para aliviar os sintomas específicos são o tratamento habitual no caso de cinomicose.

Quanto mais cedo se detectar a cinomose, melhores são as expectativas de vida para o cachorro, evitando assim que o vírus avance e cause danos neurológicos irreversíveis. É muito importante ir ao veterinário o quanto antes, se o seu cachorro nunca foi vacinado contra a cinomose e suspeita da sua existência, ou se tiver estado exposto junto a outro animal infectado.

Se o seu cachorro foi diagnosticado com este vírus, recomendamos que leia o nosso artigo sobre como cuidar de um cachorro com cinomose.

Como prevenir a cinomose

Perante qualquer doença, a melhor ferramenta é sempre a prevenção, e no caso da cinomose é possível preveni-la com uma vacinação oportuna. O cachorro deve ser vacinado pela primeira vez contra a cinomose entre as 6 e 8 semanas da sua idade, e receber o reforço da vacina todos os anos.

Se pretende engravidar a sua cadela, o melhor será imunizá-la antes de o fazer, deste modo transmitirá os anti-corpos da vacina aos cachorros durante a lactação.

Nunca leve o cachorro ao campo ou o coloque em contato com outros animais antes de ter recebido todas as vacinas, especialmente a da cinomose, pois poderá colocar a sua vida em risco.

Como saber se o meu cachorro tem cinomose - Como prevenir a cinomose

Perguntas frequentes sobre a cinomose

Se o seu cachorro foi diagnosticado com esta condição ou se suspeita que sofre dela, há algumas perguntas frequentes que de certeza que fará, por isso em umComo damos-lhe algumas respostas:

  • A cinomose é transmitida para os humanos? Não, a cinomose não é um vírus contagioso para os humanos, no entanto é para outros animais.
  • Se em casa tenho vários cães e um deles tem cinomose, ele pode estar junto dos restantes cachorros? Não, se um dos seus cachorros tem cinomose, este dever ser separado de imediato e isolado do resto dos animais em uma casota diferente, à qual não tenham acesso os restantes cães, pois trata-se de uma doença bastante contagiosa. Deverá limpar muito bem e com desinfetantes e água sanitária a zona na qual estava o cachorro e toda a casa para evitar que outros animais se contagiem.
  • O meu cachorro tem que ter todos os sintomas para ser cinomose? Não, cada cachorro pode desenvolver sintomas diferentes, o importante é que se detetar vários dos sinais da cinomose, leve o quanto antes o seu cachorro ao veterinário.
  • Como sei que o cachorro irá sobreviver? Isto é algo que, infelizmente, não é possível saber. Cada cachorro responde de forma diferente ao tratamento médico e muitos recuperam-se desta doença. Seguir as indicações do veterinário será muito importante para ajudar o animal.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se o meu cachorro tem cinomose, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Escrever comentário sobre Como saber se o meu cachorro tem cinomose

O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
Analice
Cachorro que nunca foi vacinado contra a cinomose, pode tomar a primeira dose depois de adulto? E se tiver com o vírus corre o risco de se manifestar?
Helena Feitosa
Ola Boa tarde estou muito preoculpada com meu cachorro ele e um piti bull com 3 anos tdo oque eu li aqui o diagnóstico que tenho e que meu cachorro esta com cinomose ele não come comecei entrar com o bactrim sera o certo eu dar a ele estou sofrendo de ver ele sem comer so fica deitado me de uma resposta obrigado
Anderson de Melo
Oi Helena,conseguiu curar seu pitt? Tenho um e estou louco de medo de ele estar contaminado. Ja levei ao veterinário e nada foi diagnosticado, mas de qualquer forma tenho muito medo. Espero que tenha sido vitoriosa na luta contra a doença. Estou preocupado, mas tudo dará certo.
michele
o meu cachorro esta doente ja tem 7 dias ela ñ fica em pé sozinha ela geme toda hora eu ñ sei o q fazer com ela

Como saber se o meu cachorro tem cinomose
1 de 4
Como saber se o meu cachorro tem cinomose

Voltar ao topo da página